Andei Lendo

Andei Lendo: Paixões de Rosa Montero

Paixoes

Paixões
Autor: Rosa Montero
Editora: Pocket Ouro
Ano de Publicação: 2009
Páginas: 222
O quanto eu gostei♥ ♥ ♥ ♥ ♥

Diz a lenda que, no dia em que Liz Taylor e Richard Burton rodaram sua primeira cena de amor em Cleópatra, o set se incendiou de puro desejo. (…) Nas semanas seguintes, quando gritavam ‘Corta!’ nas cenas de amor, Burton e Liz continuavam fundidos um no outro em um furioso abraço, como se nao existisse nada ao redor. ‘Vocês fazem com que eu me sinta um intruso’, queixou-se Mankiewicz, o diretor.

É o primeiro livro de Rosa Montero que leio mas já quero ler todos que ela escreveu. Rosa, espanhola nascida em Madri, é maravilhosa em seu estilo próprio de escrever e de cativar o leitor. E que belo trabalho histórico ela fez em Paixões!

Paixões fala de alguns dos casais mais famosos da história mundial e as suas histórias de (des)amor. Já no primeiro episódio fica claro como todo aquele sofrimento amoroso que pensamos ser privilégio nosso, já não o é. E que não há quem escape dele.

Todas as histórias do livro tem um final infeliz, como acontece com toda a história de amor afinal. Alguns amores e muitas paixões desenfreadas, esquisitas, histéricas, loucas somados a interpretação ou, “melhor dizendo, recriação” da autora fazem do livro quase um livro de conto de fadas às avessas. Toda essa paixão sem limites, os corações arrebentados, as lágrimas derramadas, as mortes quase juvenis (muitos dos casais não chegaram aos 40 anos) se tornam belos – trágicos mas belos (temos uma atração infinita pelo trágico) – diante de nossos olhos e através do livro. Por que de que adiantaria um final feliz? Não é Romeu e Julieta a mais bela história de amor? Seria tão bela e atravessaria a barreira do tempo se não fosse trágica? O que dizer de Jack e Rose? Richard e Ilsa? Oliver e Jennifer? Scarlett e Rhett? Seth e Maggie? Sam e Molly? Robert e Francesca? Casais que tanto amamos e admiramos não pela paixão desenfreada mas pelo sofrimento por ela acarretado?

No livro, somos apresentados a 18 casais e suas extraordinárias histórias, desde Leon e Sônia Tolstói, passando por Oscar Wilde e lorde Alfred Douglas, Evita e Juan Perón, Marco Antônio e Cleóprata, John e Yoko, só para citar alguns deles.

Como se tudo isso não bastasse, o livro vale pela maravilhosa introdução da própria autora e pelo texto do Manoel Carlos na orelha do livro.

(resenha originalmente postada no meu falecido blog)

Anúncios

2 comentários em “Andei Lendo: Paixões de Rosa Montero

  1. Lembro-me de que este foi um dos livros que você me indicou há alguns anos, quando eu tinha uma meta na minha lista de 101 coisas onde eu deveria ler livros indicados por amigos. Na época acabei lendo outro – O Colecionador -, mas deste então este está na minha lista “quero ler” e nunca tive oportunidade, é bem difícil encontrá-lo, não?

    Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s