BEDA

BEDA #17 | Sobre um Escritor que a Maioria Adora mas eu Nem Tanto

Nicholas Sparks

(Bora correr atrás do prejuízo com tantos posts em atraso.)

Então. Pra começar não sou muito fã de livros de romance. Há uma tendência a histórias meladas e pouco críveis, embora penso que há sim romances assim mundo afora. Mas acho que romances mais crus, com mais intempéries e sem final feliz seja mais real do que os dos livros, e é por estes que me interesso. No entanto, confesso que leio pouco de ambos.

Mas vez ou outra, me canso de ler os mesmo tipos de livros e procuro por leituras mais leves e foi numa dessas aventuras que li Querido John do Nicholas Sparks. Resumo da ópera? Detestei. Achei o mocinho tão fora da realidade e a história tão fraquinha. Realmente não colou pra mim. Então, Nicholas Sparks seria um dos autores que todo mundo adora mas eu nem tanto. Vejo meninas babando pelas histórias dele mas confesso não vi nada demais. Talvez seja o livro que tenha escolhido.

Outros autores que cito sem pestanejar: Stephenie Meyer e E. L. James. Dessas, falo com mais propriedade porque li três livros daquela e dois destas (sim! Sobrevivi aos dois primeiros livros de 50 Tons). Muita gente paga pau por essas duas mas não é o meu caso.

É isso.

Smacks e bai! ;D

Anúncios

Um comentário em “BEDA #17 | Sobre um Escritor que a Maioria Adora mas eu Nem Tanto

  1. Do Nicholas Sparks eu tinha um monte que a editora mandou a para que eu resenhasse no blog, mas como eu mandei a resenha antes de postar para eles lerem o que acho (e acredito que não gostaram do que leram), penso que com o tempo “desistiram” de mim. E eu passei os livros para outras pessoas que eu sei que apreciam mais o tipo. Mas eu acredito que é realmente uma questão de gosto mesmo, Tábata.
    Eu tentei ler os livros da Meyer e os da James mas fiquei com sono. kkkkkkk
    Não deu mesmo, nem pra terminar o primeiro de nenhuma das duas. Penso que quando um livros nos entedia, o melhor é não insistir. Pode ser o momento errado ou o gênero que não combina conosco.
    Mas é um fato: o leitor e o livro precisam criar uma relação empática, senão apenas vai gerar ódio ou enfado.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s