Andei Lendo

Resumão do que Andei Lendo #14

Eu Sou a Lenda

Eu Sou a Lenda – Richard Matheson
Editora Novo Século – 295 páginas – ❤❤❤❤

“Robert Neville é o último homem vivo sobre a Terra… mas ele não está sozinho. Cada outro homem, mulher e criança na Terra se tornou um vampiro, e todos estão famintos pelo sangue de Neville. De dia, ele é o caçador, caçando os não mortos adormecidos através das ruínas abandonadas da civilização. À noite, se entrincheira em sua casa e reza pela madrugada. Quanto pode um homem sobreviver num mundo de vampiros?”

Fiquei impressionada com Richard Matheson! Já li Em Algum Lugar do Passado dele há um zizazilhões de anos (uns 25, na verdade), que tem uma pegada muito diferente dos contos do livro. Leitura perfeita para o mês do halloween e para o All Hallow’s Read. Amei o conto que dá nome ao livro! Muito diferente do filme mas igualmente bom! Matheson é muito bom na caracterização dos personagens e a narrativa dele é ótima! Ele consegue criar suspense maravilhosamente bem. Ótimos contos, alguns são de arrepiar os cabelinhos do cotovelo. Que magnífica surpresa essa leitura. Recomendo!

————————————————————————————

Delta de Vênus

Delta de Vênus – Anaïs Nin
Editora L&PM – 304 páginas – ❤❤❤❤

“Prostitutas que satisfazem os mais estranhos desejos de seus clientes. Mulheres que se aventuram com desconhecidos para descobrir sua própria sexualidade. Triângulos amorosos e orgias. Modelos e artistas que se envolvem num misto de culto ao sexo e à beleza. Aristocratas excêntricos e homens que enlouquecem as mulheres. Estes são alguns dos personagens que habitam os contos eróticos de Delta de Vênus, de Anaïs Nin. Escritas no início da década de 40 sob a encomenda de um cliente misterioso, estas histórias se passam num mundo europeu-aristocrático decadente, no qual as crenças de alguns personagens são corrompidas por novas experiências sexuais e emocionais.”

Você quer erotismo, é? Você quer @?
Toma erotismo com Anais Nin. :-)
Confesso que já choquei com o conto inicial! E alguns outros que surgiram durante a leitura. Rola de tudo! Necrofilia, suruba, pedofilia, arranha uma zoofilia também. Tem homo masculino, tem homo feminino, tem hétero… tem de tudo um pouco em relação a sexo mas o que tem mesmo é muito, MUITO erotismo. As descrições dos atos sexuais feitas por Nin são muito sensuais, poéticas e líricas. Há uma sensibilidade em cada linha, o que é impressionante levando em conta o assunto. Não é um livro de amor disfarçado de sexo, que é o que tenta ser o 50 Tons de Cinza (e falha miseravelmente em ambos: no amor e no sexo); é só sobre sexo. Sem amarras, sem preconceitos, tudo muito liberal. Bastante erótico. Muito sensual.
Indico.

————————————————————————————

O Que Tem na Geladeira

O que Tem na Geladeira – Rita Lobo
Editora Senac – 352 páginas – ❤❤❤❤

“Como é que eu transformo a compra da feira em refeições variadas e saborosas todo santo dia? Este livro tem a resposta. Rita Lobo ensina sua fórmula de criar receitas e apresenta mais de 200 opções para variar o cardápio. Em O que tem na geladeira?, que é baseado na série de mesmo nome do canal Panelinha no YouTube, você vai descobrir que preparar comida saudável de verdade é mais simples do que parece. O livro é dividido em 30 capítulos, cada um dedicado a um alimento – da abóbora ao tomate, passando pela cebola, escarola, milho, repolho, entre outros. E você vai aprender os melhores cortes, técnicas de cozimento e combinações de sabor para esses alimentos.”

Rita Lobo maravilhosa como sempre! A parte gráfica do livro é impecável e as receitas são maravilhosas. Não deixem de conferir a série homônima no YouTube!

————————————————————————————

Roube Como um Artista

Roube Como um Artista – Austin Kleo
Editora Rocco – 160 páginas – ❤❤❤

“Verdadeiro manifesto ilustrado de como ser criativo na era digital, Roube como um artista, do designer e escritor Austin Kleon, ganhou a lista dos mais vendidos do The New York Times e figurou no ranking de 2012 da rede Amazon ao mostrar – com bom humor, ousadia e simplicidade – que não é preciso ser um gênio para ser criativo, basta ser autêntico. Baseado numa palestra feita pelo autor na Universidade do Estado de Nova York que em pouco tempo se viralizou na internet, Roube como um artista coloca os leitores em contato direto com seu lado criativo e artístico e é um verdadeiro manual para o sucesso no século XXI.”

Livro curtinho, de fácil leitura, com ótima diagramação e dicas bastante pertinentes sobre criatividade. Vale a (re)leitura.

————————————————————————————

Smacks pra vocês! :*

Andei Lendo

Resumão do que Andei Lendo #13

Pó de Lua – Clarice Freire
Audiolivro – ❤❤❤❤

“Em 2011, discretamente, a publicitária Clarice Freire criou no Facebook uma página para reunir seus escritos e desenhos. Batizou-a como ‘Pó de Lua’, sua receita infalível ‘para tirar a gravidade das coisas’. Desde então, ela vem conquistando uma legião de fãs fiéis e engajados, que se encantaram com a delicadeza de seus pensamentos, seu humor sutil e o traço despretensioso, que combina desenho e até fragmentos de palavras. Pó de lua, o livro, tem o formato de um dos cadernos moleskine em que Clarice exercita sua criatividade. Inspirada pelas quatro fases da lua – minguante, nova, crescente e cheia – ela trata em frases concisas e certeiras de sentimentos como a saudade, o medo, a paixão e a alegria, sempre em sua caligrafia característica, ilustradas com muitos desenhos.”

Belo e encantador. A poesia e a brincadeira com as palavras são maravilhosas! Adorei! Infelizmente não posso opinar sobre a parte gráfica porque “li” a versão em audiolivro.

————————————————————————————

Diário de Um Banana: Casa dos Horrores – Jeff Kinney
Audiolivro – ❤❤❤

“Mais uma vez, Greg Heffley entrou numa fria. Melhor dizendo: numa gelada. O muro da escola foi pichado e ele é o principal suspeito. Mas Greg é inocente… ou quase isso. A polícia está atrás dele, porém uma nevasca inesperada impede os Heffley de sair de casa. Greg ganha tempo, mas sabe que, quando o gelo derreter, terá de encarar a dura realidade. Pensando bem, talvez seja muito melhor passar o resto da vida atrás das grades do que preso com a família dentro de casa durante todo o inverno.”

Quando a gente pensa que o Greg não pode se meter em mais nenhuma encrenca… ele vem com algumas muito piores! É sempre uma diversão ler as aventuras e peripécias de Greg e família. Manny, o irmão mais novo de Banana, também está virando um pestinha de primeira.
Delicinha de livro para ler e se distrair entre leituras mais densas. :)

————————————————————————————

 Deus, Por Trás das Câmeras – Carlos Ruas
Editora Nova Sampa – 128 páginas – ❤❤❤❤

“Quadrinhos e sátiras com um leve toque de humor com ele o grande astro, Deus!”

Consegui o livro através da campanha do Catarse e assim que chegou já fiz questão de devorá-lo. O livro tem tirinhas com tiradas maravilhosas e críticas bem humoradas a religião que arrancam boas gargalhadas. Fico impressionada com a criatividade de Ruas, um dos melhores cartunistas da atualidade, com certeza!

————————————————————————————

Mr. Mercedes – Stephen King
Audiolivro – ❤❤❤❤

“Nas frigidas madrugadas, em uma angustiante cidade do Centro-Oeste, centenas de pessoas desempregadas estão na fila para uma vaga numa feira de empregos. Sem qualquer aviso um motorista solitário irrompe no meio da multidão em um Mercedes roubado, atropelando os inocentes, dando ré e voltando a atropelá-los. Oito pessoas são mortas, quinze feridos.
Em outra parte da cidade, meses mais tarde, um policial aposentado chamado Bill Hodges é ainda assombrado por um crime sem solução. Quando ele recebe uma carta enlouquecida de alguém que se auto-identifica como privilegiado e ameaça um ataque ainda mais diabólico, Hodges acorda de sua deprimente e vaga aposentadoria, empenhado em evitar outra tragédia.
Brady Hartfield vive com sua mãe alcoólatra na casa onde ele nasceu. Ele adorou a sensação de morte sob as rodas da Mercedes, e ele quer aquela corrida de novo. Apenas Bill Hodges, com um par de aliados altamente improváveis, pode prender o assassino antes que ele ataque novamente. E eles não têm tempo a perder, porque na próxima missão de Brady, se for bem sucedido, vai matar ou mutilar milhares.”

Decidi ler o livro por conta da série, que comecei a assistir assim que estreou. Gostei bastante do livro mas o que me cativou mesmo foram os personagens, muito mais do que a própria história. King é ótimo na construção de personagens e me apaixonei por Billy, Jerome e Holly. O restante da trilogia Bill Hodges já entrou pra minha TBR, com certeza!
Pra quem já leu o livro, aconselho muito a ver a série, que é igualmente maravilhosa! :)

————————————————————————————

Smacks pra vocês! :*

Andei Lendo

Resumão do que Andei Lendo #12

Matilda – Roald Dahl
Audiolivro – ❤❤❤❤

“Matilda é a mais abençoada das crianças, mas seus pais não permitem que frequente a escola. Ela aprende tudo sozinha indo à biblioteca e lendo o que encontra pela frente. Até que convence seus pais a deixá-la ir à escola. Com isso, descobre que seus talentos especiais são necessários para proteger os amigos e a amável professora da malvada diretora.

Então. Demorei muito para decidir quantas estrelas daria pro livro. Não porque não tenha gostado. Pelo contrário. O livro é ótimo, Matilda é adorável (muito diferente das crianças prodígios que, principalmente os cinemas, costumam estereotipar: sabichonas, donas de si e arrogantes), a professora é uma fofa; mas confesso que o lance do copo e do giz com a Sra. Taurino, diretora da escola de Matilda, me incomodou demais. Achei meio descabido e sem propósito. Dahl poderia chegar ao mesmo desfecho de uma forma diferente e mais real; mas no geral, não tirou o brilho da obra. Uma leitura rápida, gostosa e com um final de aquecer o coração.

————————————————————————————

Diário de Um Banana: A Gota d’Água – Jeff Kinney
Audiolivro – ❤❤❤

“Greg não toma jeito mesmo. E a cada dia se envolve em mais confusão. O difícil é fazer seu pai engolir esse “talento” de Greg para se meter em situações embaraçosas. Ele já está por aqui com o garoto. E para botar algum juízo na cabeça dele, Frank Heffley tenta de tudo um pouco. É claro que Greg sempre encontra uma maneira de estragar tudo. Até que seu pai faz uma grande ameaça e as coisas mudam de figura. Qual será a gota d´água que vai fazer a paciência de Frank transbordar de vez?”

Foi bom e divertido mas ainda longe do nível do primeiro. Ler Banana é sempre engraçado e super vale a pena. Mas confesso, não gosto do fato do autor usar o bullying que o Banana sofre como fator engraçado na história. No mais, é leitura delicinha. :)

————————————————————————————

Diário de Um Banana: Dias de Cão – Jeff Kinney
Audiolivro – ❤❤

“Férias de verão o tempo está lindo, e toda a garotada está se divertindo ao ar livre. Onde está Greg Heffley? Dentro de sua casa, jogando videogame com as cortinas fechadas.
Greg, um caseiro assumido, está vivendo sua derradeira fantasia de verão: nada de responsabilidades e regras. Mas sua mãe tem uma visão diferente para um verão ideal muitas atividades fora de casa e união de família.
Qual ponto de vista vai ganhar? Ou será que uma nova aquisição para a família Heffley pode mudar tudo?”

Tirando alguns poucos pontos engraçados da história, acho que esse é o mais fraquinho da série até agora… Acho que parte da graça do Banana foi embora quando ele entrou em férias… rsrsrs Mas ele continua tão sem noção quanto antes e muito, mas muito parecido comigo quando a ideia de diversão é ficar em casa jogando vídeo game (incluo aqui livros e séries) e dormindo até tarde. :)

————————————————————————————

Diário de Um Banana: A Verdade Nua e Crua – Jeff Kinney
Audiolivro – ❤❤❤❤

No quinto volume da série, nosso herói Greg Heffley, o Garoto Banana, se vê diante de novos desafios e vai ter de se superar para dar conta de todos! Logo ele, que sempre teve tanta pressa para crescer, começa a se questionar se vale mesmo a pena ingressar tão rápido no mundo adulto. De uma hora para outra, ele tem de encarar as tão desejadas e temidas festas para garotos e garotas, o aumento das responsabilidades em casa e na escola e horror dos horrores as mudanças em seu próprio corpo. Para completar, dessa vez a briga com Rowley, seu melhor amigo, foi mesmo feia, e Greg terá de enfrentar sozinho a verdade nua e crua…”

Muito divertido! Adorei ler as travessuras de Greg nesse período em que ele está descobrindo que não é adulto mas também não é uma criança. Passagens engraçadíssimas, Greg continua hilário. A família toda é um show a parte. :)

————————————————————————————

Smacks pra vocês! :*

Andei Lendo

Resumão do que Andei Lendo #11

Louco: Fuga – Rogério Coelho
Panini Comics – 84 páginas – ❤❤

“O seu nome é Licurgo Orival Umbelino Cafiaspirino de Oliveira, mas pode chamá-lo de Louco. Ele corre dos guardiões do silêncio, enquanto viaja pelas histórias para libertar um pássaro. Ou não? Em Fuga, o personagem mais maluco de Maurício de Sousa ganha uma releitura magnífica pelas mãos de Rogério Coelho.”

Confesso que fiquei um pouco decepcionada. Esperava ver o Louco o qual me lembrava dos quadrinhos, aquele que brincava com as palavras e não via as páginas do gibi como limite para as suas “loucuras”. O Louco que li foi muito mais conceitual e filosófico. A HQ é linda! Os traços, os desenhos, AS CORES, tudo é lindo, mas a história não me cativou… não foi do Louco que eu me lembro.


Contos de Lugares Distantes – Shaun Tan
Editora Cosac Naify – 104 páginas – ❤❤❤❤

“Único livro de contos do premiado autor Shaun Tan: recebeu o Astrid Lindgren Memorial Award (2010), menção especial na Feira de Bolonha (2007) e, pelo filme The Lost Thing, o Oscar de Melhor Curta-Metragem de Animação. Os “lugares distantes” foram inspirados nas experiências da infância do autor em Perth, na Austrália. Nessas 15 histórias, Shaun Tan reúne paisagens estranhas, ficção científica e fantasia. O fantástico e a vida comum convivem lado a lado, dando a impressão de que algo mágico pode acontecer a qualquer momento. As histórias têm um humor que irá cativar dos leitores iniciantes aos mais sofisticados. As ilustrações participam das histórias e, em algumas delas, o final se concretiza apenas por uma forte imagem. Shaun Tan utiliza várias técnicas para criar os desenhos: pintura, guache, grafite,colagem e outras.”

Me apaixonei definitivamente por Shaun Tan já no segundo conto, “Eric”, mas o livro inteiro é lindo, cativante e cheio de poesia. Os contos são únicos, engraçados, fofos e, em algumas vezes, até sem sentido… :) O livro também é ilustrado por Shaun, que foi responsável pela concepção de arte de Wall-E (só pra vocês sentirem o naipe). O legal é que as ilustrações não só complementam mas também fazem parte dos contos, o que me lembrou muito A Invenção de Hugo Cabret. Obrigada Lu, por ter me dado esse presente lindo e consequentemente ter me apresentado a Tan. <3


Bear, vol. 3 – Bianca Pinheiro
Editora Nemo – 88 páginas – ❤❤❤❤

“Depois de salvar a Cidade das Charadas e a Cidade das Crianças, Dimas e Raven agora irão para as profundezas do mar, em busca de um cetro perdido. Junte-se a tubarões, baleias, medusas, e outras criaturas incríveis nesta jornada que está longe de terminar.”

Em comparação aos dois primeiros volumes, esse foi o mais “fraquinho” mas está longe de ser ruim! Dimas e Raven saem para mais uma aventura, dessa vez no fundo do mar, para conseguir o cetro que foi roubado do Rio. O que me incomodou é que a resolução dessa aventura me pareceu meio apressada. Mas o final foi muito, muito fofo! <3


O Ladrão de Arte – Noah Charney
Audiolivro – ❤

Roma: Na pequena igreja barroca de Santa Giuliana, uma magnífica pintura de Caravaggio desaparece sem deixar pistas.
Paris: Na câmara de segurança do porão da Sociedade Malevitch, a curadora Geneviève Delacloche é surpreendida com o desaparecimento do maior tesouro da instituição: Branco sobre Branco, a famosa obra do russo Kasimir Malevitch.
Londres: Roubada a mais recente aquisição da National Gallery of Modern Art.
Os inspetores Jean-Jacques Bizot, da polícia parisiense, e Harry Wickenden, da Scotland Yard, recompõem as peças desse intrincado quebra-cabeça. O que parecia uma série de roubos sem conexão é parte de um plano monumental que conjuga pistas falsas e enigmas de sofisticação apaixonante. Nos bastidores do mundo artístico, nos museus, galerias e casas de leilões se esconde um mistério concebido com a genialidade digna das melhores obras-de-arte.”

Adoro histórias de roubos! Geralmente elas são envolventes, eletrizantes, divertidas e achei que com esse livro não seria diferente. Eu estava BEM enganada!
Os personagens são os mais clichês, estereotipados possíveis. A maioria dos personagens ou eram descritos como gordos, ou como beldades (todas mulheres, é claro). Faltou criatividade na hora de descrevê-los, hein.
E a verborragia dos personagens descrevendo, analisando e explicando longamente toda a histórias as obras de artes mencionadas nos livros? Penso que Noah quis mostrar todo o seu conhecimento no assunto por meio dos personagens e acabou tornando-os enfadonhos! Não tinha um com um tico de conhecimento que não abria a boca para uma explicação demorada e chata da arte. Não que eu não goste mas colocar isso a cada meia fala dos personagens quebra o ritmo da narrativa e a torna chata.
O enredo é uma confusão. Os motivos que levaram ao roubo são uma piada. O final foi uó e confuso.
Enfim, passem longe desse livro!


Smacks pra vocês! :*

Andei Lendo

Resumão do que Andei Lendo #10

Entardecer dos Mortos – Tiago Holsi
Editora Céleblo Comics – 92 páginas – ❤❤❤❤

“Romeu, um vendedor de sabonetes zumbi, vê sua pacata rotina abalada quando Timbete, um simpático cachorro morto, começa a acompanhá-lo. Os dois vão parar em um parque de diversões onde conhecem Madame Topanga, uma vidente que revela a eles, que o futuro aguarda grandes surpresas e que Romeu irá conhecer o amor de sua vida, quero dizer, de sua morte.”

Simplesmente adorei! Uma história curtinha mas super divertida. Fiquei particularmente animada com alguns detalhes engraçados do personagem, como o fato dele guarda a mão direita no bolso porque ele é destro, e a amizade dele com o cachorro. :) Me diverti bastante com algumas passagens. :)


Nudez Mortal – J. D. Robb
Editora Bertrand Brasil – 350 páginas – ❤❤

“Eve Dallas é tenente da polícia de Nova York e está caçando um assassino cruel. Em mais de dez anos na força policial ela já viu de tudo e sabe que a própria sobrevivência depende de seus instintos. Eve avança contra todos os avisos que lhe dão para não se envolver com Roarke, bilionário irlandês, o principal suspeito de um dos casos de assassinato que ela está investigando. A paixão e a sedução, porém, possuem regras próprias, e depende de Eve assumir um risco nos braços de um homem sobre o qual ela nada sabe, a não ser a necessidade de sentir o toque dele, que se transformou em um vício para ela.”

Que livro mais méh! O caso é ok mas ainda não entendi porque enfiar um envolvimento da policial com um dos suspeito. Por que enfiar romance em livros de suspense? Por que? O caso deles é o mais clichê possível (os encontros, o sexo, o diálogo… ZZZZzzzzZZZZ). A policial é para ser durona, mas para variar, ela se transforma nos braços do supostamente homão da p*. A história acontece no futuro mas o que foi usado para designar o futuro chega a ser piada. Enfim… Fraquinho demais.


Harry Potter: Quidditch Deluxe Book and Model Set #1
Editora Incredibuilds – 32 páginas – ❤❤❤❤❤

“Quadribol é amado por bruxas e feiticeiros em todo o mundo mágico. Nesse livro saiba mais sobre os bastidores de como o esporte foi imaginado e trazido a vida nos filmes de Harry Potter, com insights dos atores, segredos cinematográficos e obras de arte emocionantes. Este pacote obrigatório também inclui tudo o que você precisa para criar seu próprio modelo de madeira do pomo de ouro.”

Livro com curiosidades bem legais de como cada item do Quadribol foi feito para o cinema, incluindo as bolas, os uniformes dos jogadores e as cenas de voo na vassoura. Mas o legal do livro é, com certeza, o pomo de ouro para montar. <3


Eu Mato – Giorgio Faletti
Editora Intrínseca – 536 páginas – ❤

Um agente do FBI e um detetive enfrentam um serial killer em Montecarlo, no glamoroso Principado de Mônaco. Trata-se do caso mais angustiante de suas carreiras: capturar o assassino que anuncia seus próximos alvos por meio de enigmas propostos em telefonemas para um programa de rádio, conduzido por um apresentador carismático. Para confundir a polícia, músicas são utilizadas como pistas dos crimes, cujas doses de barbárie e astúcia abatem e desnorteiam policiais, investigadores e psiquiatras. Os assassinatos, caracterizados pela frase Eu mato escrita com sangue, são marcados por uma violência que não poupa nem mesmo a pele das vítimas.”

O livro começou muito bem mas a certo ponto a história se tornou TÃO arrastada que eu só pensava: “quando é que isso vai terminar de vez?”. Algumas cenas se tornaram extremamente longas porque o autor descreve até a sensação do policial ao pisar chão e todas as memórias que isso lhe traz… zzzzZZZZzzz Até as cenas de AÇÃO se tornaram maçantes! Sem falar que lá pela página 300/400 do livro, depois da história estar com seus personagens bem definidos, apresentados, tudo bem amarradinho, houve a inclusão de novo personagem só para o assassino poder matá-lo. E se fosse uma simples inclusão! Não! Foi descrito todo a história do personagem, seu passado, porque ele estava ali, trocentos mil pensamentos da criatura… pra morrer em 5 minutos! ¬¬ O enredo é legal mas o desenvolvimento… Seria um ótimo livro se tivesse 300 páginas. E não é pelo fato de ser um livro longo, é pelo fato de ser desnecessariamente longo. Resumindo: detestei.


Smacks pra vocês! :*