Andei Lendo

Andei Lendo: Mais Veja Como se Faz de Derek Fagerstrom e Lauren Smith

Mais Veja Como se Faz - Randomicidades

NOTA AOS LEITORES – As descrições de Mais Veja Como Se Faz têm o objetivo apenas de entreter. Por favor, tenha isso em mente quando realizar algumas dessas atividades.

ATIVIDADES DE RISCO: Algumas atividades deste livro não são apenas arriscadas, mas totalmente malucas. Antes de experimentar qualquer tarefa nova, verifique suas próprias limitações e tenha informações sobre os riscos reais. (E, por favor, não faça o item 21. Sério!)

Dei de cara com esse livro dando mole nas Lojas Americanas por 9,90 temorosos e simplesmente não resisti! Sempre babei no volume 1, Veja Como se Faz, quando ia na livraria mas por algum motivo, nunca trouxe pra casa. Então esbarrar com essa promoção maravilhosa por um livro de 288 páginas 100% ilustrado é um sinal que não deve ser ignorado.

Mais Veja Como se Faz é um livro de instruções para a vida. Tem tudo que se imagina para impressionar (ex.: como exibir uma força espantosa, como virar uma cerveja), confundir (ex.: como entortar uma colher), criar (ex.: como fazer uma flor de papel), ter estilo, amar, instruções para o lar, como cuidar, pra ajudar, pra partir, celebrarsaborear e agitar. São mais de 400 instruções sobre os mais diversos assuntos!

As instruções são totalmente ilustradas e autoexplicativas. Além da explicação passo a passo, trás também uma lista dos materiais necessários para fazer o que se é proposto. Há várias instruções interessantes, algumas despropositais e umas bem malucas! Indiferente de serem úteis ou não, o livro é bastante inspirador e principalmente divertido. É pra ficar sempre a mão para repetidas consultas.

Vale pelo divertimento.

Mais Veja Como Se Faz
Derek Fagerstrom, Lauren Smith & The Show me Team
Editora Sextante – 288 páginas
❤❤❤

p.s.: o Item 21 citado no excerto do livro é “voar numa cadeira de praia”. Detalhe: o voo é feito com balões a gás hélio! hahaha


E você, já leu o livro? Gostou? Não gostou? Vamos conversar nos comentários!

Smacks! ;*

Anúncios
Primeiras Linhas · Sobre Livros

Primeiras Linhas – Um Conto de Duas Cidades de Charles Dickens

Primeiras Linhas - Um Conto e Duas Cidades

Gostou? Compartilhe!
Deixe um comentário se você tem alguma frase que gostaria de ver por aqui.

Smacks! :*

Sobre Livros · TAGs

TAG: Livros Não Lidos

Vi a tag no canal da JotaPluftz e decidi falar por aqui um tico sobre livros que ainda não li.

1 – Livro não lido mais antigo da estante

A Mulher do Tenente Francês - Randomicidades

Quando casei, acabei herdando muitos livros da minha mãe. Todos da época em que ela comprava e lia muito. O que ilustra a foto, A Mulher do Tenente Francês, é de 1986, mas tenho muitos outros dessa época e de coleções como Best Books, Grandes Clássicos, Círculo do Livro… Livros que vemos aos montes em sebos são os que cresci vendo-os na estante de casa. O que torna tudo muito nostálgico, pra falar a verdade.

2 – Livro que foi comprado por impulso

Recados do Bem - Randomicidades

Com essa onda de bujo, bullet journal, diário de tópicos… enfim… me empolguei e comprei o Recados do Bem crente de que iria usar e ser mais organizada. Mas a questão é: 1. eu já sou organizada; 2. eu não tenho paciência pra coisa. Me dá uma coceira danada só de me imaginar sentada por 2 horas só para planejar minha semana, tendo que desenhar linhas, calendários, divisões, enfeitar com penduricalhos e trocentas coisinhas e ainda ter que escrever todas as coisas que tenho que fazer, ou que não fiz e vou fazer, sendo que em 15 minutos tenho tudo organizado, digitado e pronto no computador.

Acho LINDO quem tem e faz, mas simplesmente isso não me pertence, não é pra mim. E o pior que eu já sabia disso quando comprei o livro. Mas, de teimosa, ainda resolvi me aventurar e fazer minha organização de leituras.

Resumo da ópera? Usei só as páginas iniciais e abandonei. Não cheguei a planejar nem a segunda semana de janeiro!

Mais impulsivo que isso, só quando comprei os livros de colorir para adultos… ¬¬

3 – Livro que você ganhou e não estava na lista de desejados.

Histórias Assustadoras - Randomicidades

Dona Lulu é a responsável por (quase) todos os livros que ganhei sem estarem na minha wishlist. E isso NÃO É uma reclamação! Lu tem ótimo gosto e me dá livros maravilhoso!

Histórias Assustadoras para Contar no Escuro veio de presente na caixinha de Halloween que trocamos todo ano e ainda não li. Mas quero lê-lo ainda esse ano!

4 – Livro que você se arrependeu de ter comprado

Eu Sou Deus - Randomicidades

Comprei Eu Sou Deus antes mesmo de ler Eu Mato, o primeiro livro de sucesso do autor aqui no Brasil.

Havia um hype GIGANTE em cima de Eu Mato, o que me deixou muito tentada a leitura. Ambos são policial/suspense, gênero que eu adoro. Sinopse intrigante pra caracoles. Fui seca de que iria amar loucamente! Ledo engano. Eu Mato foi uma das minhas piores leituras de 2017 e agora não tenho a mínima vontade de ler Eu Sou Deus.

Eita!

5 – Livro muito desejado mas quando adquiriu, perdeu a vontade

Cartas do Inferno - Randomicidades

Mar Adentro foi um filme que me tocou demais na época em que foi lançado. Me lembro de assisti-lo com o marido e a irmã, nós três jogados pelo chão da sala. Nos créditos finais, eu estava chocada e ao mesmo tempo tocada demais pela história enquanto os dois roncavam e babavam loucamente… rsrsrs Quis saber e ler tudo sobre Ramón Sampedro e foi o que me motivou a colocá-lo na minha lista de desejos. Só consegui comprar o livro muito tempo depois (um ou dois anos, acredito)… e quando o livro chegou… a vontade tinha passado… rsrsrsrs

Mas ainda quero lê-lo (lá no íntimo)… Só tenho que rever o filme para criar aquela vontade power novamente (assim espero)!

6 – Livro que você tem vergonha de ainda não ter lido

A Mulher do Viajante do Tempo - Randomicidades

Corri tanto atrás de um exemplar pra ler essa, o que parece ser, história fascinante e no fim, quando consegui, acabei postergando e postergando e postergando e postergando… *vergonha*

7 – Quantidade de livros não lidos na estante.

Minha Estante - Randomicidades
Minha estante! <3 A esquerda, meus livros; a direita, os do marido.

Então. Tchau pra vocês! Espero que tenham gostado…

Não! Espera aí. hahaha

É que agora é que a vergonha vai ser bigmegapowerblaster…

Mas olhando o meu Skoob, que é onde tenho minha estante bem organizadinha mesmo (não é meu amigo ainda? Vai lá que eu deixo! rsrsrsrs) e tirando os livros que quero ler mais ainda não tenho… *multiplica esse por esse, diminui esse daqui, hummm… raiz quadrada de 7… menos 100…* ENFIM!

Ainda tenho, EM MÉDIA, 560 livros não livros na estante.

*joga essa bomba e foge!*

—————————————————————————————————————-

Espero que vocês tenham gostado. E se fizerem a tag, não deixem de me avisar! Quero saber de todos os livros não lidos de vocês! :)

Smacks!

Primeiras Linhas · Sobre Livros

Primeiras Linhas – O Bebê de Rosemary

Primeiras Linhas de O Bebê de Rosemary

Gostou? Compartilhe!
Deixe um comentário se você tem alguma frase que gostaria de ver por aqui.

Smacks! :*

Andei Lendo

Andei Lendo: A Escrava Isaura de Bernardo Guimarães

A Escrava Isaura

– Mas, senhora, apesar de tudo isso, que sou eu mais do que
uma simples escrava? Essa educação, que me deram, e essa beleza, que
tanto me gabam, de que me servem?… são trastes de luxo colocados na
senzala do africano. A senzala nem por isso deixa de ser o que é: uma
senzala.
– Queixas-te da tua sorte, Isaura?…
– Eu não, senhora; não tenho motivo… o que quero dizer com
isto é que, apesar de todos esses dotes e vantagens, que me atribuem,
sei conhecer o meu lugar.
E, de repente, sentiu que aquele momento tinha algo de solene.

O livro conta a história de Isaura, escrava muito branca e muito bela, e que por conta disso, é tratada diferente das outras escravas, recebendo educação e frequentando ambientes da casa de seu senhor como se fosse uma dama. Mas, por conta desse mesmo motivo, ela é alvo das investidas indiscriminadas dos homens e da crueldade de seu senhor, que a deseja pra si, custe o que custar.

Antes de adentrar a crítica da obra em si e apontar todos os problemas que vejo nesse romance, vale dizer que A Escrava Isaura foi escrito em (1875) plena campanha abolicionista no Brasil e que uma das intenções de Guimarães era sensibilizar as mulheres, grandes consumidoras de romances na época, quanto ao assunto, fazendo do livro uma manifestação antiescravagista (ainda que muito sutil) e tornando sua protagonista uma personagem muito parecida fisicamente com suas leitoras.

Entendo as intenções do autor mas não poderia discordar mais dessa decisão preconceituosa. Não bastava humanizar a escrava despindo-a em camadas e mostrando-a como qualquer outro ser humano, não diferente de sua senhora, tinha que torná-la branca; como se o simples fato de torná-la negra, fosse desmerecer toda humanização construída na história.

Se isso não fosse o suficiente, o fato da beleza dela ser ressaltada constantemente é absurda! Isaura é educada e de boa índole mas parece que nada disso é o suficiente para se conquistar um homem da sociedade brasileira da época se não houver beleza (alva e virginal). A passagem no livro onde o autor diz que a beleza de Isaura aumenta na mesma proporção de seu sofrimento é particularmente transtornante.

Sem falar na pieguice que é a história! A bela virginal sofre na mão de um homem enquanto seu coração pertence a outro.

Enfim.

Sei que tenho que levar em conta a época em que o livro foi escrito, já que todas as coisas as quais problematizei eram normais a época; mas não consigo evitar de levar esses “problemas” em consideração durante a leitura.

O livro é bem escrito? O livro é bem escrito. E MUITO! Mas isso não foi o suficiente pra conquistar esse coraçãozinho.

A Escrava Isaura
Bernardo Guimarães
Audiobook
❤❤


E você, já leu o livro? Gostou? Não gostou? Vamos conversar nos comentários!

Smacks! ;*