Andei Lendo

Resumão do que Andei Lendo #14

Eu Sou a Lenda

Eu Sou a Lenda – Richard Matheson
Editora Novo Século – 295 páginas – ❤❤❤❤

“Robert Neville é o último homem vivo sobre a Terra… mas ele não está sozinho. Cada outro homem, mulher e criança na Terra se tornou um vampiro, e todos estão famintos pelo sangue de Neville. De dia, ele é o caçador, caçando os não mortos adormecidos através das ruínas abandonadas da civilização. À noite, se entrincheira em sua casa e reza pela madrugada. Quanto pode um homem sobreviver num mundo de vampiros?”

Fiquei impressionada com Richard Matheson! Já li Em Algum Lugar do Passado dele há um zizazilhões de anos (uns 25, na verdade), que tem uma pegada muito diferente dos contos do livro. Leitura perfeita para o mês do halloween e para o All Hallow’s Read. Amei o conto que dá nome ao livro! Muito diferente do filme mas igualmente bom! Matheson é muito bom na caracterização dos personagens e a narrativa dele é ótima! Ele consegue criar suspense maravilhosamente bem. Ótimos contos, alguns são de arrepiar os cabelinhos do cotovelo. Que magnífica surpresa essa leitura. Recomendo!

————————————————————————————

Delta de Vênus

Delta de Vênus – Anaïs Nin
Editora L&PM – 304 páginas – ❤❤❤❤

“Prostitutas que satisfazem os mais estranhos desejos de seus clientes. Mulheres que se aventuram com desconhecidos para descobrir sua própria sexualidade. Triângulos amorosos e orgias. Modelos e artistas que se envolvem num misto de culto ao sexo e à beleza. Aristocratas excêntricos e homens que enlouquecem as mulheres. Estes são alguns dos personagens que habitam os contos eróticos de Delta de Vênus, de Anaïs Nin. Escritas no início da década de 40 sob a encomenda de um cliente misterioso, estas histórias se passam num mundo europeu-aristocrático decadente, no qual as crenças de alguns personagens são corrompidas por novas experiências sexuais e emocionais.”

Você quer erotismo, é? Você quer @?
Toma erotismo com Anais Nin. :-)
Confesso que já choquei com o conto inicial! E alguns outros que surgiram durante a leitura. Rola de tudo! Necrofilia, suruba, pedofilia, arranha uma zoofilia também. Tem homo masculino, tem homo feminino, tem hétero… tem de tudo um pouco em relação a sexo mas o que tem mesmo é muito, MUITO erotismo. As descrições dos atos sexuais feitas por Nin são muito sensuais, poéticas e líricas. Há uma sensibilidade em cada linha, o que é impressionante levando em conta o assunto. Não é um livro de amor disfarçado de sexo, que é o que tenta ser o 50 Tons de Cinza (e falha miseravelmente em ambos: no amor e no sexo); é só sobre sexo. Sem amarras, sem preconceitos, tudo muito liberal. Bastante erótico. Muito sensual.
Indico.

————————————————————————————

O Que Tem na Geladeira

O que Tem na Geladeira – Rita Lobo
Editora Senac – 352 páginas – ❤❤❤❤

“Como é que eu transformo a compra da feira em refeições variadas e saborosas todo santo dia? Este livro tem a resposta. Rita Lobo ensina sua fórmula de criar receitas e apresenta mais de 200 opções para variar o cardápio. Em O que tem na geladeira?, que é baseado na série de mesmo nome do canal Panelinha no YouTube, você vai descobrir que preparar comida saudável de verdade é mais simples do que parece. O livro é dividido em 30 capítulos, cada um dedicado a um alimento – da abóbora ao tomate, passando pela cebola, escarola, milho, repolho, entre outros. E você vai aprender os melhores cortes, técnicas de cozimento e combinações de sabor para esses alimentos.”

Rita Lobo maravilhosa como sempre! A parte gráfica do livro é impecável e as receitas são maravilhosas. Não deixem de conferir a série homônima no YouTube!

————————————————————————————

Roube Como um Artista

Roube Como um Artista – Austin Kleo
Editora Rocco – 160 páginas – ❤❤❤

“Verdadeiro manifesto ilustrado de como ser criativo na era digital, Roube como um artista, do designer e escritor Austin Kleon, ganhou a lista dos mais vendidos do The New York Times e figurou no ranking de 2012 da rede Amazon ao mostrar – com bom humor, ousadia e simplicidade – que não é preciso ser um gênio para ser criativo, basta ser autêntico. Baseado numa palestra feita pelo autor na Universidade do Estado de Nova York que em pouco tempo se viralizou na internet, Roube como um artista coloca os leitores em contato direto com seu lado criativo e artístico e é um verdadeiro manual para o sucesso no século XXI.”

Livro curtinho, de fácil leitura, com ótima diagramação e dicas bastante pertinentes sobre criatividade. Vale a (re)leitura.

————————————————————————————

Smacks pra vocês! :*

Primeiras Linhas · Sobre Livros

Primeiras Linhas – O Amante de Lady Chatterley de D. H. Lawrence

Primeiras Linhas - O Amante de Lady Chatterley

Gostou? Compartilhe!
Deixe um comentário se você tem alguma frase que gostaria de ver por aqui.

Smacks! :*

Desafio Corujesco · Projetos e Desafios · Sobre Livros

Desafio Corujesco 2018

Banner desafio corujesco 2018

2018 está aí, virando a esquina e estou muito feliz em fazer essa colab maravilhosa pelo segundo ano consecutivo com a Lulu no Desafio Corujesco! <3

Cada uma escolheu 5 temas para pautarmos nossas leituras no ano que está por vir. Espero que vocês curtam e se empolguem a participar também. Além da apresentação dos temas e da minha escolha, indicarei alguns outros livros que se encaixam no tema, para não faltar opções, caso você queira participar. :-)


Fevereiro – Uma Aventura no Mar

A maior parte do planeta está debaixo d’água. Para além disso, o mar sempre exerceu um enorme fascínio no ser humano; um lugar de mistérios, uma estrada que nos liga a lugares longínquos; uma paixão, um horror, uma aventura: o mar pode ganhar muitos significados a depender do personagem e do leitor.

Minha Escolha: As Aventuras de Pi de Yann Martel
Outras opções: 
20.000 Léguas Submarinas de Jules Verne, O Velho e Mar de Ernest Hemingway, O Lobo do Mar de Jack London, Moby Dick de Herman Melville, Mar Morto de Jorge Amado, Tubarão de Peter Benchley.

Março – Um Livro, uma Estação

Um livro com uma estação do ano no título e/ou no enredo.

Minha Escolha: Aconteceu Naquele Verão de Autores Diversos
Outras opções:
Sonho de Uma Noite de Verão de Shakespeare, O Verão que Mudou Minha Vida de Jenny Han, Neve na Primavera de Sarah Jio, Cores de Outono de Keila Gon, O Outono do Patriarca de Gabriel Garcia Marquez, O Palácio de Inverno de John Boyne.

Abril – Uma História Oriental

Fica a critério do leitor o que quer entender como oriente: uma localização geográfica, cultural ou econômica, fato é que devemos de vez em quando fugir ao eixo Europa-EUA de nossas leituras.

Minha Escolha: Balzac e a Costureirinha Chinesa de Dai Sijie
Outras opções: Os Melhores Contos Orientais de Antônio Daniel Abreu e Yara Camillo, O Livro da Paz de Heloisa Prietto, Minha Querida Sputnik de Haruki Murakami, 1Q84 de Haruki Murakami, Trilha Estreita ao Confim de Matsuo Basho, As Mil e Uma Noites de Antoine Galland.

Maio – Uma História sobre Livros

Tema bastante autoexplicativo. Quer coisa melhor que um livro que fale sobre livros?

Minha Escolha: Coração de Tinta de Cornelia Funke
Outras opções:
o ano passado fiz um post aqui no blog com uma lista de 100 livros sobre livros, vale a pena (re)ler!

Junho – Uma História de Família

Pode ser uma história que abarque gerações de uma mesma família ou um drama familiar mais conciso. Pode ser tipo aquela macarronada de domingo em que todo mundo se reúne e todo mundo se mete na vida de todo mundo ou aqueles enredos de pais e filhos que não conseguem conviver. O importante é ter família, em conflito ou em harmonia, cheia de segredos e esqueletos no armário ou que lava a roupa suja em público, o gosto é do leitor.

Minha Escolha: Extremamente Alto & Incrivelmente Perto de Jonathan Safran Foer
Outras opções:
Cem Anos de Solidão de Gabriel Garcia Marquez, Dois Irmãos de Milton Hatoum, Precisamos Falar sobre o Kevin de Lionel Shriver, O Duque e Eu de Julia Quinn, Razão e Sensibilidade de Jane Austen, Paula de Isabel Allende.

Julho – Uma História Pós-Apocalíptica

Um livro que tenha um cenário apocalíptico ou pós-apocalíptico, onde a sociedade como conhecemos tenha sido destruída. Podem ter explodido a terra ou tornado ela inabitável; pode ser que estejamos morando nos subterrâneos ou num trem a toda velocidade… mas o conflito e as mudanças causadas pelo ‘fim do mundo’ como o conhecemos têm de aparecer por aqui.

Minha Escolha: O Circo Mecânico Tresaulti de Genevieve Valentine
Outras opções:
Vivian contra o Apocalipse de Katie Coyle, A Batalha do Apocalipse de Eduardo Spohr, O Último Homem de Mary Shelley, Eu Sou a Lenda de Richard Matheson, O Mundo Submerso de J.G. Ballard, A Estrada de Cormac McCarthy.

Agosto – Uma História em Tempos de Guerra

Uma história que aconteça no nosso mundo ou mesmo num lugar e época ficcionais: histórias que se passam em tempos de guerra são um bom exercício para entendermos empatia, coragem e desespero, para vermos o que há de melhor e pior no ser humano. São histórias necessárias, sem dúvida alguma.

Minha Escolha: Doutor Jivago de Boris Pasternak
Outras opções:
A Guerra dos Tronos de George R. R. Martin , A Menina que Roubava Livros de Markus Zusak, A Guerra do Fim do Mundo de Mario Vargas Llosa, A Guerra que Salvou a Minha Vida de Kimberly Brubaker Bradley, O Menino do Pijama Listrado de John Boyne, O Diário de Anne Frank.

Setembro – Uma História narrada em Primeira Pessoa

E é isso. :-) Precisa de mais?

Minha Escolha: A Mulher do Viajante do Tempo de Audrey Niffenegger
Outras opções:  
A Amiga Genial de Elena Ferrante, O Sol é para Todos de Harper Lee, O Lobo da Estepe do Hermann Hesse,  Lolita de Vladmir Nabokov, O Lobo do Mar de Jack London, Dom Casmurro de Machado de Assis.

Outubro – Uma História que te Provoque Risos

Também não precisa explicar muito, não é mesmo? A essa altura, já estamos chegando no fim do ano e um pouco de risada para ajudar com o estresse é simplesmente necessário.

Minha Escolha: O Bíblia do Caos de Millôr Fernandes
Outras opções:
Alucinadamento Feliz de Jenny Lawson, Cotoco de John van de Ruit, A Menina de Vinte de Sophie Kinsella, A Extraordinária Viagem do Faquir Que Ficou Preso Num Armário Ikea de Romain Purtólas, Cadê Você Bernadette? de Maria Sample, Aconteceu em Paris (Molly Hopkins

Novembro – Uma história com Teoria da Conspiração

Histórias de organizações secretas que tramam e acobertam uma situação ou evento da humanidade.

Minha Escolha: O Dossiê Pelicano de John Grisham
Outras opções:
A Conspiração da Aranha de James Patterson, A Conspiração Mozart de Scott Mariani, Da Vinci do Dan Brown, O Nadador de Joakim Zander, A Conspiração de Clive Cossler, Janeiro – Conspirancy 365 de Gabrielle Lord.


Smacks pra vocês! ;)

Personagens Lendo Livro · Sobre Livros

Personagens Lendo Livro: Sawyer

Sawyer (Lost) lendo Ratos e Homens de John Steinbeck.

#RetratosLiterarios · Sobre Livros

Desafio #RetratosLiterarios 2017

Bora fazer desafio fotográfico literário?

BORA!

Antes deixa eu contextualizar.

Há 7 anos, quando ainda escrevia pro Happy Batatinha, criei O Meme Literário de Um Mês, que consistia em 30 perguntas para serem respondidas durante um mês inteiro pelos blogs da vida. Fiz por três anos consecutivos e era bem legal. Muita gente participava e rolava até sorteio no final. Então. Dia desses a Lu desenterrou O Meme e perguntou se eu não tinha vontade de voltar a fazer algo parecido. Topei na hora. É claro que “meme” significa hoje algo muito diferente do que na época e os blogs ainda eram o principal meio da galera se encontrar, se comunicar e de compartilhar gosto afins. Hoje o Youtube está em alta. E temos Instagram, Facebook, Twitter… Enfim. Levando tudo isso em conta, decidimos (eu e Lu), fazer um desafio fotográfico, desses que são comuns no Instagram, sabe? A diferença é que vocês podem responder em qualquer rede social. Pode ser um post no blog, no Insta, no Face, no Twitter, no Tumblr, no Flickr, onde for sua a sua praia.

O Desafio é simples: tirar uma foto dentro do tema do dia e postar usando a hashtag #RetratosLiterarios. E é isso. A única coisa obrigatória é a hashtag porque assim fica bem mais fácil a gente se encontrar e se curtir.

De resto, não há restrição alguma. Se quiser tirar foto só de alguns temas, começar no meio do desafio, usar foto que já tirou antes (desde que se encaixe no tema). Faça como seu coração mandar! Seja criativo! Reinterprete alguns do temas, veja por outro angulo. É pra ser muitas amarras mesmo.

O Desafio será durante o mês de novembro e os temas escolhidos com muito carinho por nós são:

Se tiverem dúvidas, deixem um comentário que esclareço.

Se gostou, não deixe de compartilhar!

Nos vemos em breve! Smacks! ;)